Seu blog de saúde, beleza e longevidade saudável

Fibromialgia: como diagnosticar e tratar este problema crônico

O convidado especial do Programa “Consolação e Você”, o Reumatologista Carlos Bomtempo tira suas dúvidas sobre Fibromialgia e dá dicas importantes de bem estar.

A fibromialgia é uma doença crônica reumatológica que acomete 5% da população brasileira.

É caracterizada por dor muscular bastante abrangente no corpo, além de sinais de cansaço, fadiga, desânimo e alteração no sono.

Do total de pessoas que apresentam os sintomas da fibromialgia, 80% são mulheres.

De acordo com o Dr. Carlos Bomtempo, acredita-se que as mulheres são mais suscetíveis à doença porque possuem mais hipersensibilidade no corpo, são mais sensíveis emocionalmente e inclusive estão sujeitas a mais alterações hormonais.

Como é feito o diagnóstico?

Em primeiro lugar, todo diagnóstico deve ser feito por um médico de confiança. Para diagnosticar a fibromialgia, o médico deve entender o contexto da dor do paciente.

Recomenda-se uma entrevista detalhada, uma vez que não há exames para detectar a doença. O diagnóstico é clínico, ou seja, feito pelo médico em consultório a partir de sinais e sintomas.

fibromialgia

E qual o tratamento recomendado?

O Dr. Carlos Bomtempo recomenda em primeiro lugar você conhecer a si mesmo. Este é o ponto de partida tanto para você lidar quanto para conhecer melhor a doença a ser enfrentada.

Recomenda-se também atividades físicas regulares – em especial as aeróbicas.

É essencial cuidar do estilo de vida primeiro, para depois buscar tratamento medicamentoso.

Outras formas de cuidar da saúde neste caso incluem uma dieta mais balanceada e saudável, como também a acupuntura.

Por se tratar de uma doença crônica, o tratamento é prolongado e deve ser constante até que os sintomas sejam controlado

Relação fibromialgia x depressão

O diagnóstico da fibromialgia pode ter associação com quadros de depressão e outros distúrbios psíquicos. Estes quadros trazem alterações no cérebro que deixam as pessoas mais sensíveis à dor. Sendo assim, a fibromialgia intensifica a depressão, e vice versa. É como se fosse um ciclo vicioso.

Quando questionado se há cura, o Dr. Carlos Bomtempo afirma que, do ponto de vista médico – científico, existe o controle e não necessariamente a cura. Entretanto, quando avaliamos o quadro a partir de uma abordagem menos científica e mais holística, a possibilidade de cura pode existir sim. Isso depende da fé e da compreensão de cada um.

 

Veja também a entrevista da Dra Consolação Oliveira sobre TDAH.

*Para usar esse artigo, use o link: http://bit.ly/2qIkYtT

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Dra. Consolação Oliveira

Médica CRM 51132

Minha missão é ajudar as pessoas, com meus conhecimentos e experiência sobre medicina, saúde e longevidade.

Contatos

  • Ed.Av. Tower Center
    Av. Pref. Telésforo Cândido de Rezende, nº 142 - sl 1.201 - Centro, Conselheiro Lafaiete - MG, 36400-000
Fechar Menu