Seu blog de saúde, beleza e longevidade saudável

Síndrome fúngica, uma doença oculta

Conheça a síndrome fúngica, seus sintomas e tratamento

Você já ouviu falar em síndrome fúngica? Provavelmente não! O pior é que há grandes chances de que você a tenha e não faça ideia disso.

 

Afinal, o que é a síndrome fúngica?

 

Em primeiro lugar, uma síndrome é um conjunto de sinais que podem ser diagnosticados numa consulta, sem necessidade de exames laboratoriais.

 

Você tem algum deste sintomas?

 

  • Candidíase vaginal
  • Dermatite seborreica (caspa)
  • Onicomicose (micose nas unhas das mãos ou pés)
  • Tinea cruris (infecção fúngica na região genital, interior das coxas e nádegas)
  • Tinea corporal
  • Queda de cabelo
  • Bolinhas atrás do braço
  • Lentidão de pensamento
  • Cansaço constante
  • Hipoglicemia
  • Fome após comer maçã

 

Estes são alguns dos principais sintomas relacionados à síndrome fúngica. Claro que você pode ter algum deles, mas não ter necessariamente esta síndrome. Por isso é importante a sua consulta a um médico de confiança.

 

Como a síndrome fúngica se instala?

 

A saúde da flora intestinal é essencial neste caso.

 

Se a flora intestinal está desequilibrada, a tendência é ter menos bactérias saudáveis e mais fungos. Estes, em maior quantidade, produzem substâncias inflamatórias que ultrapassam a barreira intestinal e caem na corrente sanguínea.

 

No dia a dia, quando utilizados continuamente remédios como antibióticos, anticoncepcionais e/ou temos uma alimentação pobre em nutrientes e rica em corantes, conservantes, entre outros, as chances de desenvolver esta síndrome aumentam.

 

Como posso controlar esta síndrome?

 

Em primeiro lugar, se você possui algum dos sintomas listados acima, procure seu médico de confiança.

 

Em segundo lugar, uma alimentação adequada e um estilo de vida saudável são essenciais para cuidar deste problema.

 

Evite alimentos refinados como farinha de trigo, açúcares de diversos tipos, além de leite e álcool.

 

Cuide do seu estilo de vida, evitando o stress e o sobrepeso.

 

Ao tomar medicamentos fortes como corticóides e antibióticos, tome também um composto de lactobacilos, para regular a flora intestinal e evitar problemas futuros em sua saúde.

 

Peça informações a seu médico sobre a nistatina, também conhecido como remédio da vovó. Ele consegue matar o fungo sem prejudicar o fígado.

 

Cuide da sua saúde! Este é seu maior patrimônio!

 

Para continuar aprendendo sobre saúde, leia também sobre obesidade sarcopênica.

Link para compartilhamento encurtado: http://bit.ly/2ACaiy4

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Dra. Consolação Oliveira

Dra. Consolação Oliveira

Médica Nutróloga, especialista em dermatologia e fisiologia hormonal com foco em longevidade.

Minha missão é ajudar as pessoas, com meus conhecimentos e experiência sobre medicina, saúde e longevidade.

Contatos

  • Pça. Pimentel Duarte, 25
    Sl. 108 - Conselheiro Lafaiete MG - CEP: 36400-000
Fechar Menu
Inscreva-se em nosso canal do YouTube
Não vá embora sem se inscrever em nosso canal